Mês: junho 2021

Saiba como a tecnologia tem transformado a forma das clínicas atenderem seus pacientes

A tecnologia tem sido a principal responsável pelas maiores mudanças da era pós-digital. Ela alterou os padrões de consumo, o comportamento social e até a forma com que utilizamos o serviço médico. Assim, as clínicas de saúde também se adaptaram a essa realidade.

O desenvolvimento científico alcançado desde o século XX tem apresentado evoluções exponenciais nas mais diversas áreas da medicina, possibilitando a criação de sistemas que otimizam o atendimento dos pacientes e aprimoram a realização dos tratamentos.

Esses avanços, que proporcionam a melhora da saúde e qualidade de vida das pessoas, se dão de forma tão rápida e dinâmica que, às vezes, é difícil acompanhar todas essas evoluções.

Por isso, precisamos entender como essas tecnologias afetam a vida dos médicos e pacientes, bem como quais são as principais ferramentas utilizadas atualmente para beneficiar o sistema de saúde.

Como a tecnologia tem modificado o atendimento médico

Desde estruturas para procedimentos confeccionados por meio de impressoras 3D até a realização de cirurgias guiadas que dispensam cortes ou suturas complexas, a tecnologia tem afetado todos os setores da saúde e promete fazer ainda mais no futuro.

A intersecção dos conhecimentos de diversas áreas já possibilita o uso de ferramentas desenvolvidas pela ciência da computação e pela robótica, como a Inteligência Artificial, no uso médico e na melhoria do atendimento dos pacientes.

Assim, máquinas superinteligentes conseguem produzir laudos precisos de exames de imagens de forma automática, sem a necessidade da intervenção humana e em questão de minutos. 

Inclusive, essa tecnologia tem sido utilizada durante a pandemia da Covid-19, economizando tempo, ao passo que agiliza o início dos tratamentos.

Os avanços da mecânica também têm possibilitado a confecção de próteses personalizadas, com precisão milimétrica. 

Isso faz com que a sua utilização seja mais confortável e melhor adaptável para o cliente, ao mesmo tempo em que diminui os custos e utiliza materiais resistentes.

Mas esses avanços não correspondem somente à melhoria dos procedimentos e as intervenções realizadas diretamente nos pacientes. Muitos programas de computadores foram desenvolvidos para auxiliar no dia a dia dos consultórios.

As principais tecnologias utilizadas para otimizar as clínicas

O aprimoramento das atividades realizadas na organização dos escritórios médicos e odontológicos pode fazer com que o tempo seja melhor administrado e a atenção seja dada aos procedimentos que exigem mais cuidados.

Assim, o uso de softwares de gerência e a digitalização das documentações dos pacientes permite que os médicos tenham mais tempo para focar nos atendimento, enquanto a administração controla o estoque e reduz gastos em papel para documentações, materiais de armazenagem, entre outros.

  • Prontuário Digital

Tem sido cada vez mais raro ir a uma clínica médica ou odontológica e se deparar com diversas documentações a serem preenchidas manualmente. 

Isso porque o uso do Prontuário Eletrônico do Paciente (PEP) tem auxiliado na economia e melhorado a eficiência da coleta e armazenamentodas informações.

Por meio desses softwares, que podem ser acessados por celulares, tablets e computadores – desde que haja o registro do usuário -, a equipe médica pode fazer o cadastro do paciente de forma otimizada.

Além disso, os profissionais conseguem organizar esses dados de acordo com a data da consulta, o dia em que os tratamentos foram realizados, data para o próximo atendimento, dentre outras metodologias que otimizem a rotina.

O prontuário digital também permite o acesso a resultados de exames laboratoriais ou de imagem, a realização de anotações e o controle do receituário de cada paciente.

  • Ferramenta de CRM

O CRM gestão de relacionamento com o cliente é fundamental para ganhar uma vantagem competitiva no mercado, melhorar o relacionamento com os pacientes e ainda fidelizar clientes, ao mesmo tempo em que atrai atenção para o seu consultório.

Esses softwares proporcionam ainda:

  • Salvamento dos arquivos em nuvem;
  • Facilitam o acesso a relatórios de desempenho;
  • Permitem o controle de agenda;
  • Diminuem o absenteísmo;
  • Propiciam a comunicação mais facilitada com o paciente.

Os melhores programas de CRM, para o uso médico, também fazem a confirmação de consultas, a conexão com aplicativos populares de mensagem, permitem o envio de e-mails em datas comemorativas e ainda possibilita a adequação/identificação das estratégias de marketing.

  • Telemedicina

O atendimento médico a distância é uma das maiores novidades da medicina popular. 

Isso porque, é um serviço mais confortável para o paciente, prático para o acesso a resultados de exames e ainda viabiliza a melhora da saúde nas populações mais periféricas, otimizando a agenda de todos os envolvidos.

A partir de chamadas de vídeo, o paciente pode trocar informações preliminares com o especialista, evitar salas de espera lotadas e iniciar o tratamento, ou o encaminhamento para uma consulta presencial, de forma mais rápida.

Os médicos também podem utilizar dessa tecnologia para conversar com especialistas de outras áreas, melhorando o diagnóstico e aprimorando os cuidados necessários para cada quadro clínico.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Top News Tech, site voltado para a veiculação de conteúdos relevantes para empresas, contribuindo com estratégias para o desenvolvimento do negócio.

 

O que pode acontecer quando Atraso o pagamento do meu plano de saúde ?

São muitos os conveniados que, por variados motivos, acabam por não conseguir pagar a mensalidade do plano de saúde. Depois disso, pode acontecer de, até mesmo, continuarem pagando as parcelas seguintes, mesmo sem notar que estão devendo à operadora.

 

Não lembrar de liquidar as mensalidades não significa automaticamente que a pessoa tenha feito isso de má-fé, pois pode acontecer do cliente se perder entre suas contas e/ou não perceber seu erro.

 

Porém, se acontecer, nem tudo está perdido, pois nesses casos, você pode se recuperar desse erro. Leia o texto e entenda como o processo funciona.

 

Como funciona quando atrasamos os pagamentos ?

 

O direito à saúde é garantido pela constituição no artigo 196:

 

Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção, proteção e recuperação.

 

Quando o conveniado esquecer de quitar a mensalidade, a operadora pode suspender ou rescindir o contrato do plano de saúde durante um período superior a 60 dias, nos 12 meses antes de vigência.

 

A notificação irá aparecer para o cliente até o 50º dia de atraso com a carência de pagamento ainda ocorrendo. Apenas em casos onde o titular do plano ou do seguro está internado, a cobertura não pode ser suspensa.

 

Quando a quitação do débito ocorre, a seguradora não pode colocar prazos de carência para voltar a oferecer seus serviços ao cliente, além dos que já estão vigorando desde o começo da assinatura do contrato.

 

Caso o consumidor pague depois do contrato entrar em rescisão, ele precisa negociar um acordo com seu convênio particular para que não perca seu plano.

 

Se o pagamento foi feito com atraso, mesmo após os 60 dias e se o contrato ainda não tiver sido cancelado, ele poderá voltar a usufruir do plano normalmente, sem precisar de um acordo novo.

 

Mas é preciso ressaltar que a mensalidade atrasada pode sempre estar sujeita a multa e correção dos valores, mas depende dos acordos contratuais estabelecidos.

 

Cuidado com os cancelamentos abusivos

 

Ressaltamos aqui que em regra, só em situações onde os planos individuais e familiares tem suas mensalidades atrasadas por 60 dias ou mais, é que eles podem ser cancelados.

 

Também é preciso lembrar que nos últimos 10 dias, o convênio irá alertar a falta de pagamento.

 

Mas em algumas situações, as operadoras podem não enviar essa notificação ao consumidor, ou então, só pulam para a parte de enviar o boleto de cobrança, além de outras informações que o conveniado pode não notar por mensagens menos chamativas na hora da leitura. Todo aviso referente a dívida que são notificados nos últimos 10 dias deve ser óbvio e de fácil leitura.

 

Planos de saúde cancelados podem ser reativados?

 

Com base no que a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) impõe, todos os convênios de saúde que foram contratados depois do ano de 1999 só podem ser suspensos ou cancelados em casos que se comprove uma fraude por parte do consumidor ou inadimplência.

 

No caso onde exista a inadimplência, os convênios podem cancelar ou suspender qualquer plano que tenha mensalidades atrasadas por mais de 2 meses (ou 60 dias), sejam subsequentes ou não e, como já falamos, o beneficiário é comunicado 10 dias antes, no 50º dia sem pagamento.

 

Por isso, se um plano de saúde é cancelado por conta de inadimplência, ele só será reativado caso seja comprovado que houve abuso por parte do convênio.

 

O outro caso seria o de que a falta de alerta ao contratante, que levasse ao atraso do pagamento, fosse comprovado.

 

O convênio que não faz a sua parte avisando está cometendo uma atitude irregular e, por isso, devemos sempre revisar o histórico das instituições quando se procura um plano de saúde, para que qualquer chance de dor de cabeça não seja possível.

 

Circunstâncias como essas podem ser atravessadas quando procuramos corretoras que nos auxiliem na hora da escolha.

 

Meta: Atrasou a mensalidade do convênio? Nem tudo está perdido, você pode se recuperar desse erro. Entre e entenda o que fazer nesses casos.

A Importância Da Emissão De Laudos Médicos À Distância!

om a telemedicina, a emissão de laudos à distância tornou se possível e muito recomendada, por trazer benefícios às clínicas, aos médicos e também aos pacientes.

Quando falamos da emissão de laudos à distância, estamos falando de quando o exame é feito e o médico não precisa estar presente no local para realizar o seu laudo.

Isso é possível com a tecnologia da telerradiologia. Para entender a importância desse processo, continue lendo o artigo até o final.

 

O que é a telerradiologia e a emissão de laudos à distância?

A telerradiologia e a emissão de laudos à distância fazem parte da telemedicina, que é uma área da medicina que vem crescendo muito no Brasil nos últimos anos. Ela tem como objetivo levar o atendimento médico a qualquer um, à distância.

Dentro da telemedicina, a telerradiologia se destaca, por utilizar tecnologia para enviar laudos para pacientes, mesmo que eles estejam muito distantes.

Portanto, a telerradiologia torna possível o envio de dados e imagens radiológicas que irão auxiliar na construção de um laudo médico.

Então, o paciente pode fazer o exame e todos os dados gerados a partir desse exame são enviados para o médico realizar o laudo e diagnóstico. Esses dados são importantes e sigilosos, por isso, é preciso ter muita responsabilidade na utilização dessa tecnologia.

Por causa disso existem alguns padrões e normas que a telerradiologia deve seguir para garantir não só a qualidade da imagem, mas também o seu recebimento correto e segurança, para que o diagnóstico e laudo seja de confiança.

Para que isso seja possível, a imagem é salva sempre em um formato DICOM, e então ela é enviada para o médico responsável pelo laudo. Utiliza-se um sistema chamado PACs, ou Picture Archiving Comunication System.

Esse sistema ajuda a manter o sigilo dos dados e exames enviados, garantindo a privacidade do paciente. Com isso, as únicas pessoas a terem acesso aos exames é quem fez o exame e o médico responsável pelo laudo.

A grande diferença do exame de radiologia tradicional é a emissão de laudos que pode ser feita à distância. Assim, o técnico não precisa estar presencialmente na hora do exame, podendo fazer o laudo remotamente.

 

Como funciona a emissão de laudos à distância?

Antes de mais nada, esses são os exames que podem ser feitos através da telerradiologia e podem ter seus laudos enviados à distância:

·         Ressonância Magnética;

·         Medicina Nuclear;

·         Mamografia;

·         Tomografia;

·         Radiologia;

·         Densitometria óssea.

Na hora de fazer esses exames, é utilizado um equipamento mais moderno, que possui a tecnologia digital. Além disso, é preciso ter uma plataforma de telemedicina instalada no aparelho.

Então, com um técnico treinado e capacitado, não apenas para fazer o exame, mas para utilizar essa tecnologia digital é tudo muito simples.

Portanto, na hora de fazer o exame, o técnico terá acesso a um aparelho digital, que tem como função captar o sinal e o enviar para um aparelho, um computador, que possua o software da telemedicina que irá fazer a conversão da imagem para pixels.

Além disso, há a possibilidade de configurar o equipamento para que o envio das imagens seja feito já no formato correto da plataforma, automaticamente.

Dessa maneira, será necessário apenas entrar no sistema para ter acesso a imagem. Com isso, é possível a avaliar e interpretar para que o laudo possa ser feito remotamente.

Depois dessa análise e da realização do laudo, o médico responsável pode assinar o documento – digitalmente – e ele será liberado em cerca de 20 minutos, para impressão ou envio para o médico que solicitou o exame, ou para o paciente.

Sendo assim, o paciente pode fazer o exame, rapidamente, ir para casa e receber o laudo do médico do conforto da sua casa. Para então, encaminhar ou levar até o seu médico para que seja feito um diagnóstico e indicado um tratamento.

 

Os benefícios da emissão de laudos à distância

Muitas pessoas não entendem qual é a grande novidade disso, ou quais benefícios possibilitar o envio de laudos à distância pode trazer.

Antes de mais nada, com a telerradiologia, você permite a emissão dos laudos à distância e isso proporciona um atendimento mais ágil e, em alguns casos, mais eficiente.

Pois, não há a necessidade de técnicos em radiologia presentes no local do exame, tornando o atendimento mais rápido. Isso faz com que as filas nas clínicas e hospitais para o exame sejam reduzidas.

É muito comum que as clínicas e hospitais tenham menos profissionais técnicos em radiologia do que a demanda exige. Isso faz com que os pacientes tenham que esperar muito nas filas, reduzindo a produtividade e colocando o paciente em maior risco.

Com essa tecnologia, não há a necessidade de contratar muitos radiologistas para trabalhar no local. É possível oferecer o atendimento e o serviço a qualquer momento do dia, sem depender desses profissionais.

Então, com um atendimento mais rápido, a emissão de laudos à distância também fica mais rápida. Pois, as imagens quando são enviadas para os médicos, já vem com a interpretação do radiologista.

Afinal, nesse serviço há sempre uma equipe pronta 24 horas por dia para interpretar as imagens. Dessa maneira, quanto mais rápida a interpretação, mais rápido o médico faz o laudo.

Quanto mais rápido é feito o laudo, mais rápido será o diagnóstico do paciente. Então, o paciente poderá iniciar o tratamento rapidamente e a cura do problema será mais fácil e com maior chance de sucesso.

Além disso, para os hospitais e clínicas há uma redução nos custos operacionais. Porque com a telemedicina, não há a necessidade de uma grande estrutura no local do atendimento. Há uma redução com funcionários, mas também na impressão da chapa e outros aparelhos.

 

Conclusão

Então, agora você sabe todos os benefícios e a importância da emissão e laudos à distância, não só para a clínica, mas principalmente para os pacientes.

Tudo se torna mais simples e rápido, e além de não perder muito tempo, o paciente consegue um diagnóstico mais rapidamente para que o problema seja logo tratado.

E ai, você já usou essa tecnologia para fazer algum exame? Se sim, nos conte a sua experiência nos comentários!