Descubra qual é o melhor plano odontológico para você

Encontrar um bom plano odontológico pode ser um desafio, principalmente considerando que esse serviço ainda é uma novidade para algumas pessoas. 

Portanto, esse tipo de convênio é parecido com um plano de saúde, mas com a diferença de que seus serviços são voltados para a odontologia.

Dessa forma, conhecer melhor o que é um convênio odontológico, como funcionam, as opções e as vantagens em investir neste serviço são maneiras de se cuidar e ter mais qualidade de vida.

O que é o plano odontológico?

Um plano de dentista é muito parecido com um convênio de saúde em que as pessoas estão mais familiarizadas. 

Então, o funcionamento do plano se dá a partir do pagamento das mensalidades e o processo de contratação pode ser feito tanto por pessoa física quanto jurídica.

O mercado de planos odontológicos oferece diversas opções de cobertura para atender as necessidades do público. 

Os convênios odontológicos, independente do tipo de cobertura, seguem as normas da ANS (Agência Nacional de Saúde), um órgão que determina regras para que os planos contemplam os procedimentos considerados obrigatórios, que são: 

Procedimento simples

Os chamados procedimentos preventivos e considerados de rotina devem ser oferecidos pelos planos odontológicos. Estão inclusos: avaliações, consultas, tratamento de cáries, remoção de tártaro, restauração, aplicação de flúor e polimento coronário.

Procedimentos médios

Também são obrigatórios os chamados procedimentos de nível médio, ou seja, que ajudam a prever o diagnóstico e tratamento de alguns problemas bucais. Esses tratamentos são a colagem de fragmentos, suturas e curativos, cirurgia na gengiva, entre outros.

Caso haja necessidade de procedimentos mais complexos como tratamento de canal, biópsias, cirurgias mais delicadas e extração de dentes, um plano odonto empresa ou individual deve oferecer cobertura para esses procedimentos.

Como escolher um bom plano odontológico?

O momento de fechar contrato com um plano é sempre complexo, pois muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre esse benefício.

Um detalhe importante é entender que alguns procedimentos, independente do plano, são obrigatórios por determinação da ANS. Considerando este fator, você pode se atentar a outros detalhes relevantes no momento da escolha.

Observe a cobertura do plano

O primeiro passo é verificar se o plano cobre os procedimentos listados nas regras da ANS, para assim ver se esse convênio pode atender ou não as suas necessidades.

Então, é importante saber que procedimentos como implantes, aparelhos ortodônticos, clareamento, próteses e outros procedimentos estéticos não estão inclusos na lista de cobertura.

Esses procedimentos podem ser encontrados em planos especiais ou dependendo da operadora, pode oferecer a possibilidade de personalizar o plano conforme a sua necessidade, algo que pode modificar o valor plano odontológico.

Inserção de dependentes

A ANS garante o direito de inserir dependentes no plano odontológico, ou seja, que você possa inserir seus familiares no convênio para cuidarem da saúde bucal. 

Então, no momento de escolher o plano, é importante verificar quantas pessoas podem ser inseridas, porque isso pode variar conforme o convênio.

Análise de preços 

A busca por serviços de qualidade e com excelente custo-benefício é o que todo mundo deseja. E como analisar os valores na hora da escolha?

Isso pode ser feito analisando o custo do plano, baseando-se nos serviços que ele oferece. Além de verificar os valores de planos de saúde é importante se atentar ao período de carência para que assim, consiga agendar com tranquilidade suas consultas e procedimentos.

Área de atendimento

A disponibilidade de atendimento é um ponto muito importante, porque não adianta ter o melhor plano se ele não oferecer ampla rede credenciada. No momento de escolher o seu plano odontológico, é importante verificar se ele tem cobertura a nível:

  • Nacional;
  • Estadual;
  • Internacional;
  • Regional;
  • Municipal.

Portanto, esse é um detalhe importante, principalmente em situações emergenciais, onde o atendimento rápido é fundamental.

Plano de boa reputação

Uma maneira de escolher o melhor plano odontológico para as suas necessidades é fazer uma análise do IDSS (Índice de Desempenho de Saúde Suplementar), uma lista da ANS.

Essa lista funciona a partir das avaliações que os planos recebem anualmente, com uma nota e a partir dela, é criada uma lista de classificação. As notas são atribuídas com base na análise dos seguintes pilares:

  • Regulação e gestão de processos;
  • Sustentabilidade no mercado;
  • Qualidade na assistência prestadas aos clientes;
  • Garantia de acesso à rede credenciada.

Deste modo, ao analisar as opções disponíveis no mercado e todos os critérios, é possível encontrar um plano odontológico com um excelente preço que permita acesso aos melhores profissionais e recursos para cuidar da sua saúde bucal.

Para mais conteúdos relacionados à Marketing Digital, Cultura, Negócios, Saúde, acesse nosso portal.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.