Ainda crianças, já somos introduzidos a uma escova de dente, item de higiene pessoal que nos acompanha até o fim da vida. 

A escova tem uma função importante na saúde bucal, e por isso, deve ser escolhida de acordo com nossa necessidade e especificidade.

Para muitos essa questão pode parecer boba, e altamente passável, tendo em vista que pelo menos aparentemente todas as escovas do mercado são as mesmas.

No entanto, a partir de um olhar apurado, sobretudo com a ajuda de profissionais da área e por meio de dicas específicas, você pode entender que nem toda escova de dente é igual e vai trazer o resultado necessário para seus usuários em:

Por isso, é importante não apenas saber escolher bem esse produto, mas também entender tudo o que é necessário para preservar o produto ao máximo dentro de casa.

A seguir vamos entender mais sobre a importância de uma boa escova de dente, trazendo argumentos utilizados na escolha do produto ideal e de que forma você pode prolongar a existência desse instrumento de limpeza na sua rotina em tenda para evento.

A importância de ter uma boa escova de dente

Escovar os dentes é uma ação necessária para preservar a saúde da boca, algo que é importante desde os primeiros anos de vida até a idade adulta. 

O ideal, de acordo com os especialistas em odontologia, área que cuida dos dentes e da boca no geral, é que a escovação aconteça todos os dias, logo após as refeições, e seja feita dentro das práticas devidas, que trazem resultados esperados.

Dentre elas está a preocupação com a limpeza de todos os dentes da boca, à frente e na parte de trás, uso constante de fio dental, movimentos circulares com a escova e até mesmo uso de produtos destinados ao bochecho, que traz diminuição do mau hálito.

Porém, o ponto de maior importância desse processo pode estar na escolha do item utilizado para a limpeza, algo que muitas vezes pega as pessoas de surpresa.

A escova de dentes, ao contrário do que se imagina, tem grande responsabilidade na limpeza e nos resultados desta, principalmente se contarmos resultados a longo prazo.

Isso porque esse instrumento utilizado por pessoas que trabalham em serviços de comunicação visual, a qualquer hora do dia, deve ser bem disposto a partir de cada característica bucal, o que nem sempre é delimitado na maioria dos produtos.

É importante citar ainda que o uso prolongado de escovas que não trazem nenhum tipo de efeito positivo para os dentes pode ser definitivo para problemas relacionados à doenças, tal como gengivite, além das famosas cáries e tártaros.

Por isso, se você puder investir, escolha escovas que tenham especificações próprias para a sua realidade, e evite qualquer tipo de problema que possa surgir em exames médicos demissionais sobre a sua saúde bucal.

Dicas para encontrar sua melhor escova

A seguir vamos trazer para você as principais dicas que devem ser utilizadas para escolher uma boa escova de dentes no mercado, algo necessário para quem quer acabar com qualquer tipo de problema na escovação e começar a ter bons resultados.

  1. Tipo de cerda

No momento da limpeza dos dentes é necessário que as cerdas da escova consigam chegar em todas as áreas da boca, desde os espaços na frente até aqueles mais difíceis de visualizar, geralmente, nos dentes de trás, sempre com a mesma adequação.

Para isso, é necessário que as cerdas tenham tufos cheios, em formatos cônicos, e que também possuam um tamanho razoável, que possa chegar até regiões mais complicadas.

Por isso, evite comprar escovas cujas cerdas são grandes ou de outros formatos, principalmente em relação ao tamanho. 

O ideal é que você invista naquela que for mais simples, e menor, tal como as utilizadas por crianças no começo da vida.

  1. Formato

O formato da escova também é importante para garantir a limpeza completa de todos os dentes. 

O ideal é que o escolhido seja aquele arredondado, de modo a chegar com precisão em toda a boca, sem deixar nenhum espaço fora da limpeza.

Uma boa opção no mercado são aqueles formatos ovais, ou até mesmo redondos, que possam, durante o movimento de limpeza, ser abrangentes na passagem das cerdas.

Por isso, é importante que na hora da escolha do produto dentro do mercado você atente a essas informações, que podem ser significativas para a saúde da sua boca.

  1. Cabo da escova

Um problema recorrente em meio às escavações é o deslize que o cabo da escova apresenta, o que muitas vezes resulta em machucados, que logo se transformam em aftas e acabam prejudicando a saúde bucal e também de modo geral, com dores de cabeça.

Isso acontece porque não existe uma proteção devida que é feita nas escovas, por exemplo, por meio de um material emborrachado, que garante a sustentação pela mão.

Essa facilidade em pegar e manusear o produto também pode ser vista dentro dos movimentos corretos de limpeza, o que só pode acontecer se a pessoa dentro de uma loja de bloco de notas personalizados conseguir ter acesso a uma escova de qualidade.

  1. Necessidades físicas

Esse é um ponto que muitas vezes é esquecido ou deixado de lado, mas que tem um grande impacto no resultado da escovação diária de muitas pessoas: as necessidades físicas, principalmente, relacionadas à locomoção da mão e movimento na boca.

Existem casos onde uma dessas possibilidades ou as duas são um porém para pessoas que escovam os dentes, o que influencia diretamente na escolha do tipo de escova.

Nesses casos, o ideal é comprar um tipo de escova elétrica, onde as cerdas conseguem ser ativadas por um toque, e passam a trabalhar em movimentos circulares dentro da boca, sem que a pessoa tenha que fazer isso ou tentar essa prática.

  1. Aparelhos e tratamentos

Para quem tem aparelho, ou faz algum tipo de tratamento específico na boca, com uso de utensílios odontológicos, contar com uma escova diferenciada vai fazer diferença e melhora a qualidade da escovação que é realizada.

O primeiro motivo disso é que o tipo de escova preferida para pessoas que têm aparelhos é diferente, com cerdas e um mecanismo de limpeza que consegue alcançar as áreas além dos ferros, o que quase sempre é deixado de lado pela falta de praticidade.

Sem essa atenção para espaços entre o aparelho, os dentes passam a acumular tártaro, algo que só é retirado dentro de um tratamento feito com dentistas em exames admissionais.

Maneiras de preservar a escova

Além da escolha da escova de dentes perfeita para cada tipo de situação, é possível trabalhar em alguns pontos que ajudam a preservar esse investimento, que nem sempre sai tão barato quanto desejamos.

Nos tópicos abaixo vamos mostrar algumas formas para você fazer durar a sua escova, preservando não apenas a parte material, mas contra bactérias.

Limpe-a bem

Sempre que terminar o uso da sua escova é ideal limpá-la de maneira correta, evitando deixar restos de pasta ou de uso assim que for colocá-la no lugar. 

Isso não pode acontecer justamente para evitar qualquer tipo de acúmulo de bactérias, que serão levadas à boca.

Tire-a do banheiro

Muitas pessoas acreditam que as escovas de dente no banheiro são ideais, ainda mais pela praticidade na hora de utilizá-las.

Porém, deixar esse item próximo a pias e vasos sanitários pode ser uma péssima escolha, tendo em vista a proximidade de bactérias, que podem causar diversas doenças.

O ideal então é guardar dentro de um outro cômodo da casa, distante do banheiro ou no armário de uma aula de música infantil.

Proteja as cerdas

Proteja as cerdas da escova com uma capa protetora e verá o quanto ela poderá durar, ainda além do que você planejava.

Outra dica infalível é o cuidado que você deve ter ao escovar os dentes, evitando aplicar força nas cerdas, tendo em vista que esse movimento ajuda a corroer esse item, conseguido em brindes personalizados.

Considerações finais 

A escolha de uma escova de dentes faz toda a diferença dentro de um processo de escovação eficiente.

Além de cuidar para que problemas bucais não ocorram com facilidade, ainda mais aqueles relacionados com doenças.

Por isso, é importante que no momento em que da compra sejam verificados os formatos da escova, das cerdas e algumas especificações próprias de bons produtos.

Com isso, atrelado a cuidados diversos que fazem com que o utensílio dure mais, dentro de uma boa utilização, é possível alcançar o melhor investimento possível e ainda trazer uma boa condição bucal. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *